quinta-feira, 7 de março de 2019

O enigmático numero 7



Número 7

Agora que ele decidiu se fechar em si mesmo e ser muito cauteloso e crítico com as pessoas, ele se tornou um observador atento de tudo que acontece, um verdadeiro pesquisador e cientista, unindo em sua mente causa e efeito e aprendendo cada vez mais.

A sede de aprender se torna um vício e uma necessidade e alimenta sua natureza em busca de respostas para todos os dilemas humanos e da natureza ao seu redor.   

Ele usa toda sua experiência para controlar seus impulsos, sua sensibilidade lhe permite perceber as coisas , sua criatividade lhe traz novas idéias, sua lógica apurada relaciona e separa os fatos em busca da verdade perfeita. Sua concentração se potencializa e suas emoções estão agora controladas.

Ele aprende a separar a realidade criando raios ou compartimentos dentro de si mesmo não deixando que nada transborde ou ultrapasse os limites. Jamais o verá em uma explosão de raiva ou paixão. A paixão e os sentimentos não morreram.

Apenas estão contida dentro dos limites do seu ser. Suas paixões são direcionadas para suas ideias e ideais. Finalmente ele olha para si mesmo e muitas vezes não gosta do encontra e sai em busca da perfeicao. Ainda não alcançou a plena maturidade para compreender estas coisas e se perde em um questionamento interno julgando a tudo e todos...

A química dos números continua combinando os elementos e construindo substâncias mais completas.

O primeiro momento é controlar as emoções e os relacionamentos pela imposição da vontade (1+6)

Depois aos poucos aprende a usar bem a concentração para disciplinar e cadenciar os pensamentos e gerar crescimento e aprendizado (3+4)

Por fim desperta a sensibilidade e aprende a fazer mudanças mais suaves e harmoniosas que começam a transformar a realidade interna e externa (2+5), e isso começa a levá-lo novamente ao relacionamento com o mundo, embora ainda cauteloso ...

Mas a noite está terminado e um novo ciclo deve começar ...

O nosso químico agora já possui mais experiência e conhecimento e consegue ver as coisas com mais clareza.

Os enigmas internos começam a se corresponder com a realidade exterior e ganham um novo sentido, gerando dualidade .

Os conhecimentos adquiridos precisam ser colocados em prática, sem a proteção dos rituais.

A paz interior alcançada no silêncio do templo precisa ser provada no alvoroço da vida.

A humildade e a pureza precisam ser provadas frente a ambição do poder, a abundância e riqueza da realização.

Mas humilde que um esfarrapado é aquele que veste trajes de rei, que tem acesso ao poder e continua a sentir igual a todos...

A sabedoria do silêncio só serve diante do caos, a calma só pode ser útil para quem vive em conflito e a luz interna só serve para quem vive nas trevas da ignorância...

Finalmente ele deverá abandonar o templo e se entregar a experiência  da vida prática, aprendendo assim a  reunir pela primeira vez todos os elementos dentro de si, em perfeito equilíbrio,  para gerar progresso e abundância....


CONHEÇA O LIVRO NUMEROLOGIA DA ALMA

 Conheça o Livro Numerologia da Alma
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Azul e rosa

É impressioanante como a raiz de todo o conflito humano se resume a essa dualidade. Tudo o mais são matizes derivadas de múltiplas combin...