Pular para o conteúdo principal

ILUSÃO OU MISSÃO



A humanidade adoece, da esperança de cura, carece.
A ilusão desvia a atenção da saúde para a doença, do bem para o mal.
A consulta ao médico pressupõe a cura, vacinas e remédios agravam a doença.
Na religião, surge a solução, até a dolorosa decepção.
A busca exterior se estende por anos, à procura da vida perfeita.
Farsas e trapaças, frustrações e desilusões.
A medicina, a política, a notícia, a religião, o casamento, a profissão, uma procissão de mentiras.
Eu quero a verdade, mas não sei onde encontrá-la.
Pago caro, empobreço e não a encontro.

A sugestão de amigos me fala de milagres, livros de autoajuda que curam e revelam segredos.
Desfolho capítulos, tropeço em promessas, e não me transporto para as lições e os exemplos.
Tudo que revela a cura, só agrava a doença.
Não me identifico, nem com as doenças e nem com as terapias.
Todos falam de fatos e relatos, que nada representam para as minhas experiências pessoais.
Os desafios não são os mesmos, os desvios não são os meus.
Concluo que a resposta está dentro de mim, só não a ouço.
Os conselhos externos não se aplicam às minhas dúvidas.
Preciso das minhas soluções, e não as encontro

Ninguém pode dizer o que me é bom ou mau, o que devo ou não, fazer.
As respostas aos meus reclamos têm de vir da minha alma.
As soluções que satisfazem a minha personalidade só agravam meus problemas e frustrações.
Quanto mais satisfaço os meus desejos físicos, mais eu empobreço.
Rejeito os padrões alheios, que não me servem e nem consolam.
Persigo meus próprios padrões, só eles me apontam soluções.
Cansado de buscar fora de mim, mergulho no fundo da alma.
A escuridão cede à luz, e visualizo a missão.
A ilusão se transmuta em autoconhecimento.

Encontrei o livro da sabedoria, que não tem heróis ou vilões.
A sua história me tem como personagem, nos bons e maus momentos.
Aprendo com o personagem central, que sou eu mesmo.
Sofro a dor da fraqueza, me regozijo com a boa herança da alma.
Conhecendo a mim, reconheço-me tirano e caridoso.
Numa e noutra vida, sou um ou outro, ou ambos.
Responsável pelos erros e acertos, reconheço-me em cada leitura.
Ninguém tem culpa dos meus fracassos, herdei-os de outras vidas.
Não sou perfeito, assumo meus erros.
Não sou zero à esquerda, possuo muitos números mestres à direita.
Dura, muito dura, é a peregrinação a caminho da felicidade.
Vida após vida, projetamos a rota do peregrino.
Os números me relatam quem sou, quem fui e quem devo ser.


Exulto com um sagrado sentimento, deparo-me com o autoconhecimento. 

Gilberto Gonçalves



Gostou do texto?

CONHEÇA O LIVRO NUMEROLOGIA DA ALMA

 Conheça o Livro Numerologia da Alma
   




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Numero 15 - Família é tudo de bom

Numero 15


Nosso líder acordou cedo já fez o café, tomou café com a esposa e os filhos, levou as crianças na escola... Ele agora quer cuidar das pessoas, se relacionar, amar e ser amado... Desde que tudo corra conforme ele gosta, é claro... Há que vida boa...

Quem pensava que a vida familiar era monótona e parada, está vendo agora que ela é muito agitada, cheia de movimentos, festas, compromissos, comemorações, alegria e mudanças... Uma criatura que gosta de controlar(1)  e mudar as coisas (5)  encontra um "prato cheio" e fica muito entusiasmada...

E se apaixona pelas pessoas e pela rotina. Mas tem que ser do seu jeito...

Família é a coisa mais legal que tem. É falar sem pensar, todo mundo falando ao mesmo tempo, é encarnar no irmão, colocar o apelido justamente que ele não gosta, fazer trapaças, contar segredos É cumplicidade,  fazer traquinagens... É almoço com todos reunidos na mesa, uma brigalhada danada e muita gargalhada, o tio mala... muitas historias e muitas piadas…

Número 13 - O tradicional

Número 13


Devemos pensar que um 13 como resultado final ou no TN pode ser visto como um 10+3 , o que nos remete de novo a ideia da maturidade de quem sabe que cometeu erros de omissão e aceita se submeter ao trabalho duro sem revolta...
O treze recomenda agir com cautela (4) e pés no chão para evitar devaneios (3) e procrastinação  e trabalhar duro para evitar a preguiça.

A riqueza de ideias é criadora e multiplicadora de possibilidades. Uma mais bela que a outra e cada uma apontando um novo caminho.

Queremos ficar com todas não é mesmo?

Mas enquanto não fizermos uma escolha e seguirmos um caminho de cada vez, nada se constrói efetivamente.

Urge então fechar provisoriamente  esta fábrica multiplicadora de sonhos e devaneios, e para isso  precisamos primeiro cercar  para permitir a fixação da massa que sustentará as estruturas. Mas é claro que precisamos de muito cuidado para não endurecer demais e secar totalmente nossa fonte...

A matéria prima das cercas é feita do número 4, a razão,  e um…

Numero 28 - A nobreza do lider

Numero 28

Vocês sabem o que é um grupo de networking? 

São grupos as vezes com 50 a 100 empreendedores que se reúnem com o objetivo de gerar mais negócios para todos. Semelhante às fraternidades mas com um objetivo mais voltado a resultados financeiros.

Normalmente estes grupos não tem um dono, embora tenham um líder e diretores escolhidos pelos demais para manter a ordem e a disciplina. Como as fraternidades, os membros se reúnem em dias certos, conversam e trocam ideias sobre seus negócios, fazem amizades, brincam e até surgem desavenças, exatamente como um qualquer família.

Mas com tantas pessoas com os mesmos interesses, como que se consegue gerar oportunidades para todos e como alguém consegue se destacar dos demais sem gerar competição?

Surge então dois valores importantes  VISIBILIDADE e CREDIBILIDADE.  Os dois juntos produzem maior rentabilidade.

E como você faz para se tornar mais visível em um grupo, uma vez que não tem chefe, e como isso pode gerar resultados?

A respost…